A nutrição da vinha, tema central do IV Simpósio da COMPO EXPERT

No passado dia 4 de Abril celebrámos o nosso IV Simpósio Técnico no Fórum Rioja de Logroño, onde revelámos os segredos da nutrição de precisão para a vinha. Mais de 150 viticultores e técnicos, juntamente com o nosso distribuidor Martinez Carra, escutaram atentamente as intervenções dos especialistas que deram diversas dicas para alcançar o melhor desempenho do nosso vinhedo.

O primeiro especialista a falar foi Ramón Pelegrí, Manager da COMPO EXPERT Spain, que fez um resumo da história da COMPO EXPERT, e encorajou o público a aprender com os especialistas de alto nível que iriam passar por este IV Simpósio Técnico.

"Somos especialistas em nutrição vegetal. Nós não vendemos fertilizantes”. A primeira frase de Ramón deixa clara a filosofia e os objetivos da COMPO EXPERT, uma empresa com grande experiência no correto desenvolvimento das culturas através de soluções específicas desenvolvidas através de I+D+i.

Ele destacou a amplitude do catálogo da COMPO EXPERT, com marcas de renome como Basfoliar, Hakaphos, NovaTec, Blaukorn, ... Um catálogo que se expandiu este ano com a gama de soluções ecológicas, especialmente desenvolvidas e certificadas para a agricultura biológica. 

A sessão que se seguiu no IV Simpósio Técnico foi com a Dra. Victoria Hernández, pesquisadora da UPM e especialista em nutrição de plantas, especificamente na fertilização foliar. Durante a sua apresentação, ela explicou os passos para aplicar com sucesso esta técnica na vinha.

A primeira que se destaca é que a "adubação foliar é uma técnica complementar à adubação de fundo" e é usualmente aplicada naqueles estágios do ciclo da videira que requerem nutrientes extras: abrolhamento, floração, formação e desenvolvimento da uva.

Além disso, é importante identificar as situações em que é altamente recomendável a aplicação de fertilizantes foliares, como problemas de solubilidade no solo, deficiências transitórias e nas fases de maior necessidade de nutrientes.

Finalmente, Victoria mostrou algumas conclusões interessantes tiradas dos estudos realizados nos últimos anos. Assim, o sucesso da fertilização foliar depende de fatores como a superfície da planta (maior ou menor “molhabilidade”), o grau de stress que a planta sofre ou a abertura estomática. Neste ponto, referiu que é importante saber com que variedades da vinha estamos a trabalhar, pois existem variedades que realizam a abertura estomática noturna, podendo adaptar este trabalho na vinha a esse momento, para melhorar a eficácia do tratamento.

Após a pausa para o café, o Dr. Enrique García-Escuredo, vice-diretor do Instituto de Ciências da Vinha e do Vinho (ICVV), reconhecido investigador na vinha que nos deu informações e parâmetros a serem levados em conta na gestão adequada da vinha. Em particular, durante sua apresentação, ele centrou-se no correto maneio do potássio na nutrição da vinha.

"O maior depósito de potássio na vinha é a terra", comentou Enrique à plateia. Assim, pode-se identificar o período de maior exigência em nutrientes, que corresponde ao período da floração e início do crescimento dos bagos.

Enrique referiu que é muito importante controlar o défice de potássio na videira, pois esse problema pode causar problemas de desenvolvimento e rendimento. Também é importante corrigir o défice desse nutriente, uma vez que podem ocorrer problemas que afetam as fases posteriores da vinificação, como a redução da concentração de açucares, cor e aumento da acidez, o que diminui a qualidade do produto final.

"Situações de seca, solos com estrutura arenosa e baixa capacidade de retenção de potássio, excesso de azoto, ... são situações em que é necessário monitorizar o potássio na videira", realçou o Dr. Enrique, que terminou a sua intervenção dando algumas orientações para estabelecer um bom plano da fertilização do potássio na vinha.

Por fim, o agrónomo e enólogo Rodrigo Martins subiu ao palco para apresentar os resultados obtidos nos ensaios, que ele realizou em conjunto com o nosso colega Pedro Cabanita, que teve como objetivo melhorar os parâmetros de qualidade do vinho através da nutrição foliar.

"As alterações climáticas irão afetar as nossas áreas de produção de vinho, diminuindo os nutrientes disponíveis para a vinha. A adubação foliar surge como complemento às práticas usuais de nutrição vegetal, para compensar essa falta de nutrientes ", referiu Rodrigo no inicio da sua apresentação.

Em seguida, juntamente com Pedro Cabanita explicou em detalhadamente o método de trabalho realizado nos ensaios, onde trabalhou com planos de nutrição vegetal preparados pela COMPO EXPERT baseados em Basfoliar Ca, Basfoliar Kelp e Solubor, Zitrilon e Fetrilon Combi.

O mais interessante destes ensaios foram os resultados obtidos, onde se demonstra que os planos nutricionais com produtos da COMPO EXPERT melhoram os parâmetros de cor e o teor de compostos benéficos (resveratrol, antocianinas e compostos fenólicos) no produto final. Além disso, na prova cega, os vinhos produzidos a partir da vinha tratada obtiveram uma melhor pontuação em termos de qualidade global do que a vinha de controlo.

O evento terminou com um tempo de debate, onde o público colocou perguntas aos oradores antes da refeição, seguido de networking.

Um dia de sucesso graças ao apoio do nosso distribuidor Martinez Carra e à organização de toda a equipa da COMPO EXPERT! Avisamos que já estamos a preparar o nosso V Simpósio Técnico!